Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2012

Como foi possível a Linha de Cascais não ter sido modernizada?

Há uns dias, o presidente da CP, João Benloliel, dizia numa entrevista ao Público que a Linha de Cascais, entre as várias linhas suburbanas da área de Lisboa, é a mais obsoleta, quer em termos de material circulante, de infra-estruturas e de alimentação eléctrica.

 

Uma realidade há muito conhecida, e ainda esta Quinta-feira noticiada pela SIC, mas que até ao momento não teve uma resposta consequente dos poderes central e local.

 

Naturalmente, investimentos deste género obedecem a orientações do Governo, no entanto, teria sido obrigação do Executivo da Câmara cascalense ter defendido os interesses dos seus munícipes junto das entidades governamentais com vista à modernização da Linha de Cascais.

 

Mas a verdade é que ao longo destes anos os líderes da Câmara de Cascais nada fizeram e, consequentemente, a linha que serve o Concelho, ao contrário do que aconteceu com as linhas de Sintra, da Azambuja ou do Barreiro-Setúbal, foi-se degradando.

 

Esta situação é tão mais grave quanto, conforme informações obtidas pela Presidente do SerCascais sobre  esta situação, em reunião havida  com responsáveis da Refer em 28 de Setembro do ano passado, as obras de modernização da Linha de Cascais estiveram  previstas e orçamentadas.

 

Ora, o Executivo camarário só agora parece ter “acordado” para o problema, curiosamente, numa altura em que se fala na concessão a privados da Linha de Cascais.

 

A questão é que a liderança cascalense já vem tarde, porque na actual conjuntura será difícil canalizar qualquer investimento público para a modernização da Linha de Cascais. O que abre um cenário muito preocupante, já que o presidente da CP disse, na mesma entrevista ao Público, que não será possível manter a Linha de Cascais sem investimento.

 

Este caso da Linha de Cascais é um triste exemplo da passividade e do desinteresse com que a Câmara de Cascais tem abordado alguns dos temas estratégicos do Concelho. 

 

Um Executivo responsável e interessado deve pensar a médio e a longo prazo e encetar todos os esforços junto de entidades, incluindo o Governo, que possam promover investimentos estratégicos para o Concelho, como teria sido a modernização da Linha de Cascais.

publicado por MovimentoSerCascais às 00:54
link do post | comentar | favorito
partilhar

pesquisar

Eleições autárquicas 2013

O SerCascais - Movimento Independente, liderado por Isabel Magalhães, é um Grupo de Cidadãos Eleitores sem qualquer apoio partidário ou ligação política, candidato às eleições autárquicas de 2013 em Cascais.

Ligações

posts recentes

Noite Eleitoral SerCascai...

SerCascais ColorFun Party...

Pedro Rocha dos Santos Ce...

Vote SerCascais

SerCascais ColorFun Party...

Em Alvide... Vale a Pena ...

SerCascais nos Caminhos d...

Hino Oficial do Movimento...

CONVITE - SerCascais Colo...

Auditoria do Tribunal de ...

tags

todas as tags

arquivos

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

subscrever feeds